terça-feira, 28 de abril de 2009

Juntando retalhos, é?

A máxima das pessoas que não conhecem a arte de fazer patchwork e quilt é dizer que "isso é juntar retalhos".
Bem, não deixa de ser, porém a forma como dizem é como se os retalhos fossem de camisas velhas, tecidos não aproveitados, ou seja, restos.
Também pode ser, pois a forma como foi criado, a origem, foi assim. Hoje muito chamada de costumização, está prática iniciou uma arte por causa da necessidade.
Mas, hoje fui comprar linhas. As linhas para fazer o quilt do meu trabalho.
Tamanho da conta: R$ 115,80.
Se isso é costumização, se isso é juntar retalhos velhos, se isso não pode ter um valor maior na hora de pagar a conta de um trabalho, eu não sei!
O metro de cada tecido importado sai, em média R$30,00. Eu disse média! Os tecidos nacionais estavam variando em R$18,00. As mantas, com ou sem cola, variam em torno, na média, veja bem, na média, R$ 15,00. E o nosso trabalho? Quanto valeria? Difícil colocar preço na dedicação, no estudo do projeto, na execução bem feita e cuidada, certo? Ninguém paga tudo isso. Infelizmente.
Mesmo assim persisto.
Hoje fui a uma nova loja. Sempre é preciso conhecer coisas novas. Nova para mim que apenas havia ido poucas vezes - e mantinha o paradigma de ir sempre na mesma- mas, A Casa do Patchwork já é bem antiga aqui em Porto Alegre. As meninas começaram pequenas e competentes, e por isso cresceram e estão numa loja grande e linda. Ainda competentes? Muito competentes.
Conversei muito com a Rita. Ela não é gaúcha de nascimento, mas percebesse que é de coração. E isso vale muito mais, né?
Lá você pode não encontrar todos os tecidos imagináveis, pois seria impossível para elas manterem custo tão elevado, mas lá encontra-se todo o necessário para executar um execelente trabalho.
Gente, tem fechos dos mais variados tamanhos! Espetacular!
O local das aulas é amplo e não há turmas definidas em níveis. Você vai e é assessorada para o seu nível. Lá não tem trabalhos de costura, pois se não têm a alguma técnica de patchwork não estão lá. A técnica é privilegiada.
Bem, mesmo sendo tudo muito caro, o patchwork segue sendo um mundo de mulheres felizes. Desculpem, homens! Já temos muitos de vocês nesta arte.
Vai aí o site: www.casadopatchwork.com.br. Hoje não tem trilha sonora. Vou dormir cedo para minha aula de amanhã.
Buenas!

Um comentário:

Andrea disse...

Nem me fale em custos... esta semana mesmo fiz uma estravagancia e comprei tecidos lá fora, ainda prefiro comprar nos USA pela diversidade de combinações, gastei menos, se fosse comprar aqui gastaria o dobro infelizmente...ainda sinho com um patchwork globalizado onde todos podem fazer sem gastar muito. é possível? Sim é possível, a criatividade no meu ponto de vista é mais importante do que um tecido made in USA.... mas que os americanos sabem ter as coisas isto sabem.... um abraço e dpois conte sobre as aulas!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...