terça-feira, 26 de outubro de 2010

O Natal chega às vitrines

Já faz um tempo que não escrevo. Confesso: o final do ano se apoderou de mim. Alguns poderão concordar, outros não, mas nessa época do ano um cansaço enorme se apodera do meu corpo e da minha mente. Posso dizer até, um desânimo...Ver o ano terminar tão rápido e perceber não ter feito tudo o que queríamos é desalentador. Porém isso não é motivo para as tantas coisas que começam a acontecer, como em todos os anos.
Essa semana vi um táxi passar na faixa de segurança aqui da 24 de outubro desequilibrando um pedestre e fazendo-o cair. O táxi não parou. O pedestre foi auxiliado. E, para piorar, ele era especial.
Todos os anos quando termina outubro e começa novembro o trânsito começa a ficar mais louco e intenso. As pessoas abrem as janelas e xingam. Carros que não saíam, saem. Pessoas começam a correr atrás do tempo perdido. Perdido está...E o natal começa a aparecer nas vitrines. Mas, natal não é isso: vitrines. Natal é mais do que isso.
Tranquilidade, pois se não foi feito esse ano poderá ser feito ano que vem. Paz, pois somente assim poderemos seguir com equilíbrio na alma. Sorriso no rosto, pois sem ele envelhecemos a face e endurecemos a vida. Atitude, de civilidade, de confraternização, de amizade, de respeito.
Seu tempo não é melhor e nem maior que os demais. Uma vida vale mais. Sua vida vale mais!
O tempo...bem o próximo minuto que não fiz nada já será passado.
Faça algo melhor por seu presente e se dê esse presente.
Seja mais humano.

PS: Para quem me xinga no trânsito nessa época do ano sempre desejo Feliz Natal!



sábado, 16 de outubro de 2010

Reunião dos artistas da Cowparade Porto Alegre 2010

Foi aqui, na Vasco da Gama, bairro Rio Branco, na pizzaria Boulevard que alguns artistas da Cowparade se reuniram para confratenizar. Esse foi o primeiro encontro.
A troca de experiências segue quando as obras vão para as ruas. Escutá-los é fantástico! A empolgação por presenciar a interatividade do público é grande, e maior ainda quando o público descobre que o artista está ao lado! Todos são unânimes em dizer que se sentem gratificados com o carinho do público.
É claro que a preocupação com a obra é grande! Muitos entusiastas acabam, sem querer, provocando estragos. O mais comentado foi o estrago feito na vaca que está no Bourbon Country que tem um pelego de cerâmica que já está tão quebrado que aparece a trama de arames. Ele é tão perfeito que é difícil de perceber sua fragilidade...
A vaca favela de Paulo Thumé está no Parcão e já foi mudada de lugar para melhor exibição. Ele esteve lá e percebeu a animação das crianças e das famílias. Uchôa que está com sua vaca na Padre Chagas é um italiano nato! Fala com as mãos e mostra sua animação sempre percebendo que sua obra está em boas mãos, pois aqui no Moinhos ela será apreciada.
Desse encontro de artistas gaúchos já nascem muitas idéias conjuntas e cabe a nós esperar para conhecer melhor seus trabalhos pessoais, que diga-se já mostram ser ma-ra-vi-lho-sos!
De plantão para outro encontro, desde aqui do Moinhos de Vento



Mixed Media para esse ano

Fiz uma pesquisa e descobri que o ano já acabou! Para você também? Eu já senti isso no meu corpo...Tem dias que tenho vontade de dormir até o ano novo começar e, ao mesmo tempo, já percebo o trânsito enlouquecido que sempre insiste em começar furioso quando chegam os meses que terminam o ano. Não sei se isso apenas acontece aqui em Porto Alegre, mas tenho a impressão que as pessoas ficam mais agitadas e mais furiosas, pois parece que o ano terminou e não conseguiram fazer tudo o que queriam ou precisavam. Assim, saem furiosas e irritadas, deixando aquele espírito natalino apenas para sua ceia familiar...
Bem, então, apesar do sucesso da Convenção de Arte Decorativa, nos quesitos pintura em tela e em tecido, resolvi deixar passar todas as atribulações do final de ano, não só para mim como para todas as interessadas, e começar o ano com prenúncios novos e alvissareiros. Gostaria de ter pessoas querendo aprender com ares limpos e almas leves, pois darei aulas dentro da minha casa, para amigas que quero guardar na alma e junto comigo.
Penso que juntar muitas coisas ao mesmo tempo pode, apenas, dar em um "ataque aéreo" - sabem aquela situação em que todos correm para vários lados mas ninguém se encontra e poucos se salvam?- então, deixar o ano terminar com sabor de querer mais para o próximo.
Assim, em 2011 mandarei emails a todas com as datas de aulas para ensinar as técnicas mais livres e loucas que libertarão seu quilt, seu patchwork, sua pintura sobre tela, madeira, metal, enfim, sermos felizes!
Mas, sugiro que usem suas câmeras fotográficas digitais com seus olhares peculiares; arrisquem linhas tortuosas de idéias em papéis; registrem momentos nos olhos, colham cores na pele e tragam suas impressões para produzir projetos pessoais melhores.
Nos veremos em 2011, respeitando esse dado momento nacional...mundial...universal...pessoal...de todoas nós!
O que acham?

O sol e a proteção que vamos aproveitar

Nosso charme levado à beira mar

A última dança do ano, num caso sério, de Pedro Alvarez, que estou reproduzindo como aprendizado


segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Ainda nas vacas

Horrivelmente tenho que dizer que Porto Alegre sacrificou duas vacas por falta de educação. Ou seja, a civilidade foi para o brejo!
Uma delas foi roubada assim que foi para as ruas. Após dois dias voltou sob a explicação de acharem que ela havia sido esquecida ali e que não queriam que fosse estragada. Bem, ao menos foi devolvida.
A outra foi ateada fogo. Uma boa alma chegou no  momento de não tê-la carbonizada.
Para gaúchos que se dizem mais europeus que o resto do Brasil, a capital gaúcha se mostra desmoralizada.
Agora há uma votação para a vaca mais bonita.
Puxando o "fogopara a nossa brasa" peço votos.
Votem na vaquinha do Rodrigo Corrêa, onde eu e outras colegas de pintura ajudaram a pintar.
A vaca Pensamento, do artista Rodrigo Corrêa está exposta na Sala de Cultura Mário Quintana e é inspirada na obra de Gustav Klimt. Assim, peço a todos que entrem no site da Zero Hora e votem em nós!
Aqui uma foto dessa belezura!




sexta-feira, 8 de outubro de 2010

Notícias da CowParade

Montei outro vídeo. A euforia era tanta em vê-las saindo para a rua que troquei vários nomes. Mas, o que me consola é que não serei apenas eu!
Aqui também quero deixar registrado as fotos que fizemos da vaca roubada. Sim! Pasmem, no amanhecer ela já não estava mais no local. Foi a primeira vaca que vimos exposta enquanto tomávamos o caminho do Mercado Público para encontrar com o caminhão que lá deixava as mimosas.
A Cowó(ptica) estava lindamente exposta. Não recordo bem a hora, mas isso foi após a 1:30h AM. Não entendo o que uma pessoa poderá fazer com um objeto tão exposto e grande. Jamais poderá mostrar pois poderá ir preso. Vender nem pensar! Então vamos ter civilidade...devolva a vaca ao seu local de exposição. Não precisa aparecer, apenas devolva.

Vamos ao vídeo e às fotos?
video




Cowrrida pelas ruas de Porto Alegre

Como eu disse fui pegar as vacas pela imagem!
Ainda expostas no galpão no Cais do Porto onde foi a festa, elas esperavam serenamente pela condução para chegar aos pontos onde seriam expostas. Não tinha como escolher qual caminhão viria para o Moinhos de Vento, mas tinhamos que sair correndo para não perder as primeiras imagens da noite.
E assim foi! Um artista maluco e uma aprendiz de artes foram atrás dos primeiros caminhões que sairam.
As vacas chegaram!


quarta-feira, 6 de outubro de 2010

Convenção de Arte Decorativa em Porto Alegre

Conhecer pessoas é sempre ma-ra-vi-lho-so!
Tivemos um público grande para uma proposta tão inovativa!
Trocamos idéias e técnicas fantasticamente!
Duas de nossas apresentações foram gratuitas, e por óbvio, tivemos maior público nelas! As pessoas, ma-ra-vi-lho-sas!
No sábado fizemos mais apresentações. Mostramos como fazer transferência de impressão; apresentamos o produto nacional mais barato e que se encontra na ferragem para fazer transferência de imagem e de impressão, a transferência de transparência, o papel importado para transferência que é tudo de bom e levei meu aparelho de Thermofax gravando 3 acetados e depois sorteando entre as alunas. Descobri uma nova linha de tintas para tecidos, a Seda Color (que também tem um blog ) e troquei endereços com pessoas maravilhosas!
Gente, foi fan-tás-ti-co!
Aqui algumas fotos em ação para verem que vale a pena viajar e conhecer pessoas, assim como trocar conhecimentos.
_/\_
Namastê





 Como vocês podem ver eu sou de origem italiana! Falo com as mãos...e com a boca também...assinhó, quase um bocão! Os trabalhos referência foram expostos ao fundo; a apresentação feita com slides e a mostragem de arquivos digitais antes e depois da preparação para gravar um acetato, assim como se faz e como fica uma transferência de imagem depois que você toma seu copo de vinho, namora e dorme! Hihihihihihi...


Estatísticas

Quando se tem um blog é possível saber muitas coisas. As estatísticas estão aí para isso. Mas ela não é tudo!
Eu posso saber o estado ou país de onde você acessou. Eu posso saber a pesquisa que você fez até cair no meu blog e ter interesse. Eu posso saber o blog ou o site de referência de onde você veio e para onde você foi. Porém, na maioria das vezes não posso saber quem é você e falar diretamente com você!
Hoje tive mais de 100 acessos no meu blog e sei que há pessoas com dúvida sobre a diferença entre quilt e patchwork, sobre fixador caseiro para tinta Guarani; que queria saber mais sobre a técnica de Aquarela Quilt ou sobre a pintura de aquarela sobre o tecido para quilt e que queria templates ou moldes grátis.
Eu poderia responder diretamente a todas vocês! Eu poderia saber mais sobre suas angustias e postar algo mais direcionado! Mas, para isso eu preciso falar diretamente com vocês.
Então, entrem como seguidoras, deixem comentários com seus emails ou deixem seu email registrado assinando o blog para receber as atualizações diretamente em seus endereços de emails.
Falem diretamente comigo e poderemos ser amigas e trocar aprendizados.
Bjs e Namastê...

segunda-feira, 4 de outubro de 2010

Transferência de imagem - passo a passo

Vai ser longo, prepare-se, mas irá tudo bem explicadinho!

Essa é apenas uma das várias, mas várias formas de fazer transferência de imagem que ensinei na Convenção de Arte Decorativa.
Seja em tecido, tela de pintura já preparada com gesso acrílico, madeira, papel, metal e parede a transferência de imagem não tem produto especial, não tem mistério e não tem como errar se você tomar alguns cuidados.
Então vamos aos cuidados:
1) Você tem que saber qual será a utilidade do material depois de feita a transferência. Por exemplo, se você vai fazer sobre tecido, saiba que vai ficar duro. Assim, não pense que poderá ter uma noite se sono tranquilo sob um edredom todo transferido. Porém, se sua intenção é fazer pequenas imagens, em pequenos blocos, em algumas partes do edredon, então obterá êxito.Se for para um assento de banco ou poltrona poderá tranferir todinho!
2) Se vai fazer sobre vidro ou metal é preciso que passe uma demão de primer antes de iniciar o processo.
3) Se vai fazer sobre papel pense que deverá ser uma papel grosso e preparado para receber água e abrasão, logo pense em Canson grosso para aquarela. Porém se sua imagem não ultrapassar o tamanho de sua impressora sugiro que imprima.

Então vamos lá:
1) Escolha a sua imagem e olhe bem seu projeto e imagem. Se neles contêm informações como escrita ou se no seu projeto a imagem precisa ficar num lado específico, por exemplo o da esquerda, quando for fazer a cópia peça para que seja rebatida.
2) Sua cópia ou impressão, como queiram, precisa ser LASER. O que isso significa? Se você tem em casa uma impressora comum como 99% das pessoas têm, ela NÃO é laser. É jato de tinta. Essa impressão não serve. Vá numa casa de cópias e peça para fazer uma cópia laser, que nada mais é que o nosso dizer coloquial: eu quero fazer uma xerox colorida. Você pode levar a imagem numa pendrive se seu arquivo for digital e até mandar por email, ou a revista com a imagem que lhe agradou. Com essas informações sairá de lá com o material que precisa. Lembre-se, se tiver informações de escrita é preciso pedir para rebater.
3) Com a imagem na mão você, conforme seu projeto, recorte a parte da imagem que quiser transferir. Se quiser a imagem inteira recorte o papel branco que não tem impressão. Isso é importante, pois também a parte em branco do papel vai transferir e, se você não quer uma imagem com bordas, deverá retirá-la.

Material necessário:
1) A base para onde vai transferir, no caso o tecido, a madeira, a parede, enfim o local onde a transferência vai ficar.
2) Tinta acrílica branca ou Gel Medium Acrílico. Bem, aqui vai uma explicação bem explicadinha. Se você for utilizar uma tela para pintura já preparada com gesso acrílico, ou vai fazer sobre  madeira, vidro ou parede pode e deve utilizar a tinta acrílica branca. Se você vai transferir para tecido sugiro o gel medium acrílico. Porque isso? Por que o gel fica menos duro no tecido. Então virá a pergunta: Posso utilizar o Gel Medium nos outros materiais? PODE! Posso utilizar a tinta acrílica no tecido? PODE!
Apenas porque já testei faço essas ponderações. Mas, faça seus testes e então saberá a melhor forma de transferência que vai solucionar seus problemas.
Os dois produtos fazem transferência.
3) Passe qualquer um dos produtos na área que sua imagem ocupará. Se sua imagem é recortada, por exemplo, faça uma demarcação da área com um lápis a volta, mas faça fraco para depois não ficar aparecendo. Lembre que a impressão ficará em contato com o produto, logo, demarque com a imagem virada para o tecido, por exemplo.
4) O produto não precisa quantidades enormes e nem poupaças desmedidas. Use o bom senso, por favor!
5) Passado o produto, coloque  a imagem impressa sobre o produto, utilize um cabo de tesoura ou um rolinho para retirar as bolhas de ar que ficarão entre o produto e a imagem. Nesse momento você perceberá que se colocou produto demais pois ele sairá pelas bordas. CUIDE para que ele não vá para cima do papel, pois dificultará a remoção do mesmo. Como são produtos a base de água passe um pano a volta para remover o execesso. No caso do tecido que é uma trama e que sugiro que seja feito com Gel Medium Acrílico, não adianta muito, pois uma vez em contato, mesmo retirando ele ficará por cima. Nesse caso saiba que o problema será apenas de aquela parte ficar mais dura. No caso de você querer tingir ou colorir, a tinta não penetrará na fibra, assim a borda de produto que sobrou fará parte da decoração de sua peça. No caso de outros suportes, como a tranferência é sempre o primiero passo a ser feito, ele podeá receber tinta e, se for o caso de ser removido não terá a trama para penetrar. Deu para entender?
Então, vem outro componente importante: PACIÊNCIA. Faça isso à noite e deixe esse material secar até o dia seguinte. NÃO ADIANTA PRESSA! NÃO ADIANTA USAR SECADOR OU SOPRADOR TÉRMICO, OU MESMO SOL PARA ACELERAR A SECAGEM. Apenas o passar do tempo dará o resultado certo. Se não quiser ter frustações, lembre-se bem disso: Da noite para o dia, de um dia para o outro. TEMPO! Então, entoe um mantra, tome uma taça de vinho, namore, vá ver um filme, durma bem e deixe o produto secar e agir na imagem.
6) Bem, agora já estamos no outro dia e você já tomou café da manhã. Então você vai até seu material bem seco e com o auxílio de água começará a friccionar para retirar o papel branco de cima.
Aqui vai uma dica: Quando ainda estamos com essa camada forte de papel descobri que usando a esponja de louça semi usada, aquela que tem um lado amarelo e outro verde - sabe qual é? - molhado e com um pouco de sabão ajuda muito o trabalho de retirada. Mas, você tem que saber que temos que ter paciência, fazer movimentos circulares, começar de dentro para fora e quando nas bordas retirar para o lado de fora. Se sua intenção é não deixar bordas, ou deixar bordas irregulares como uma foto velha, então não se preocupe muito com as bordas. A esponja deve ser espremida para retirar o excesso de água e sabão. Você só vai usar a esponja quando ainda estiver com muita camada de papel.
7) Ainda molhado parecerá que está pronto, porém quando secar bem vai aperecer uma "penugem" de papel que deixará sua imagem ainda sem definição. Então proceda a retirada umedecendo o dedo na água e indo calmamente fazendo rosquinhas e retirando o restante - assim como se retira o final do bronzeado no corpo, hihihihihi! Molhe o dedo e não a imagem, assim ficará mais fácil de conseguir a quantidade de água suficiente para fazer as rosquinhas. Sugiro fazer isso com um copo de vinho, na frente da novela e batendo um papo gostoso com a família e as amigas...Muita calma nessa hora!!! Não é uma questão de força, mas sim de paciência.
Se você estiver fazendo a transferência sobre o tecido, mais calma nessa hora! Ele, por si só tem a textura da trama o que facilita arrancar pequenos pedaços da imagem com a frixação. Lembre, entoe um mantra, tome um vinho e seja feliz...calma,calm,.calm,.calma...
8) Se você fizer sobre a parede não se empolgue com o tamanho e com a quantidade, pois poderá ficar sem digitais. Depois não diga que não avisei! Hihihihihi... Projeto é tudo!!!!

Agora uma explicação sobre o Gel Medium Acrílico. Há importados e há duas marcas nacionais, que não vou nomear por motivos particulares - nenhum deles por falta de qualidade, mas por falta de apoio de ambas - que estão no mercado e se pode comprar sem problemas. Lembre-se TEM QUE SER GEL, pois ambas tem na forma líquida e não serve. Eles vêm em bisnagas pequenas e médias. Porém, você pode ir numa ferragem e pedir da marca Sherwin Williams ou Suvinil. Eu cheguei na Leroy Merlin e pedi ao atendente Gel Medium Acrílico e ele me mostrou os dois. Resolvi escolher o da Sherwin Williams por gostar mais da tinta acrílica branca que é mais branca que as outras e não amarela com a ação da madeira. Na lata está escrito: Metalatex - Color Base Efeito Decorativo. É a base de água, tem pouco cheiro e pode ser usado sobre o tecido. É fosco também. Eu uso esse produto para outra técnica, a de tranferência de impressão que faço por meio da tela de serigrafia.
Se for sobre tecido, não se preocupe, pode lavar a mão ou a máquina. Não sai. Porém saiba que tudo é perecível, logo nada é eterno. E essa é a melhor parte, pois podemos renovar tudo novamente com nossa criatividade. Quanto tempo? Sei lá! Depende do uso e da quantidade de lavações que serão feitas. Só você saberá!
Bem, prometi e cumpri. Agora espero que me mostrem suas experiências, me contem seus problemas se tiverem e façam suas perguntas. Mandem fotos! Vou postar aqui. Entrem em contato com o email criadonobrasil@gmail.com.
Me contem e mostrem tudo!
Boas transferências!
PS: Vou abrir Workshop que ministrarei aqui em Porto Alegre e preparei apostilas para mais técnicas de transferências. Anunciarei aqui. Me siga!


sábado, 2 de outubro de 2010

Transferência de imagem

Sobre tecido, madeira, papel, metal , vidro...
Breve darei o passo a passo!
E o material não é importado e nem especial. Se não tens em casa é fácil de encontrar.
Mas, só vou dar os materiais dos fabricantes que não pedi apoio e, por isso, não são óbvios.
Vocês sabem gente, aqui um desabafo, os fabricantes nacionais de produtos são herméticos. Ficam naquela vida sem pesquisa, enquanto a necessidade aflora e as pessoas ficam correndo atrás!
Eu tive a necessidade e busquei na internet e na importação de produtos até descobrir o produto nacional similar. Pesquisa, sobre pesquisa, sobre pesquisa...Mas quem sou eu? Uma louca por técnicas que me facilitem a vida e que enobreçam meu patchwork. Mas eles, mesmo depois de  vários contatos seguem reclusos, incrustados e ferrenhos na sua arte de ver minguar o mercado interno. E eles já tem o produto fabricado e não sabem a metade para que ele serve!!!!! Imaginem!!!!!!!!!!
Bem, com a internet o mundo globalizou! Se eles não sabem e ensinam, aprendemos igualmente e vamos a luta!
Patchworkeiras, pintoras e pessoas que usam madeira, metal, papel, atenção!
Vou dar o passo a passo de "grátis" free!
Mas, por favor, me deixem passar o dia da votação onde sou mesária e a ressaca da Convenção de Arte Decorativa.
Breve aqui.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...